A pesquisa também aponta que mais lojas estão oferecendo frete grátis. Em média, 19,09% dos produtos nos meses de janeiro, fevereiro e março

O valor médio do frete para entregas do e-commerce caiu acusou uma variação para menos no mês de abril, em relação ao primeiro trimestre, apontou o comparador de fretes Reduza, a pedido a revista Exame. O período coincide com o avanço da pandemia do novo coronavírus no país. Assim, enquanto nos três primeiros meses do ano a média registrada foi de R$ 82, em abril o valor médio do frete caiu para R$ 70,63. Dessa forma, representando uma queda de 13,86% no comparativo dos períodos.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

O comparador de fretes Reduza monitorou os valores de entrega de mais de 120.000 buscas no site. Além disso, a pesquisa considerou mais de 2.400 cidades diferentes, nos 26 estados e no Distrito Federal.

Mais frete grátis

A pesquisa também aponta que mais lojas estão oferecendo frete grátis. Em média, 19,09% dos produtos nos meses de janeiro, fevereiro e março traziam opções com frete gratuito. No entanto, em abril esse número subiu para 25,06%. Ou seja, de cada 1.000 itens vendidos pelas lojas, 250 possuem a opção com frete grátis. O foco são as categorias esportivas e moda. Em lojas como Centauro, Dafiti e Netshoes o número é ainda maior e passa dos 60%.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Com as lojas fechadas e com as medidas de distanciamento social, milhares de novos consumidores aderiram às compras pela internet, nas mais diversas categorias, aproveitando as facilidades das compras online e promoções.

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o fenômeno se intensificou ainda mais às vésperas do Dia das Mães. COm isso, o e-commerce teve um crescimento de 47% no mês de abril,

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here