O consórcio volta a crescer como importante meio de financiamento para a compra de caminhões novos e soma R$ 5,3 bilhões em créditos.

O consórcio volta a crescer como importante meio de financiamento para a compra de caminhões novos. De janeiro a abril deste ano, as vendas de cotas de caminhões, ônibus, implementos rodoviários e tratores cresceram 53,5%. Desse modo, alcançaram R$ 8,03 bilhões em créditos. Caminhões representam 66% desse número, ou seja, R$ 5,3 bilhões somente nessa categoria. Os dados são da Associação Brasileira de Administradores de Consórcio (ABAC).

O consórcio possui planos de com prazos de 100 a 120 meses, não há juros e a taxa de administração gira em torno de 0,12% ao mês. Além disso, o comprador pode antecipar a quitação de parcelas. E também receber sua compra antes do previsto, caso seja sorteado ou dê o maior lance nas reuniões mensais do grupo de consórcio.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

De acordo com o presidente da ABAC, Paulo Roberto Rossi, o cenário atual da pandemia no Brasil, sob a perspectiva de um terceira onda de contágios, o impedem de arriscar projeções. Mas, ainda assim, ele acredita que o setor de caminhões não será impactado.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Desse modo, colabora a expectativa de aumento nos negócios do setor agrícola. Houve um crescimento de 3,5% na safra em relação aos resultados de 2020. Por isso, a demanda por máquinas e caminhões tende a crescer.

Fonte: Estadão – Estradão

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here