Integrantes do G20, grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo e União Europeia, participaram nesta quinta-feira, 26, de uma reunião

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou, nesta terça-feira, nova projeção de safra de soja 2018/19. Trata-se da segunda redução, um corte de 3% frente a previsão anterior, já que, em janeiro, a avaliação era de 118,80 milhões de toneladas de soja e em dezembro, um recorde de pouco mais de 120 milhões de toneladas. Segundo a entidade, agora, a colheita deve totalizar 115,34 milhões de toneladas de grãos.

A mudança da estimativa deve-se aos os impactos do tempo quente e seco nos principais Estados produtores do país, sendo o Paraná e o Mato Grosso do Sul as regiões mais afetadas. Em ambos, a quebra de produtividade chega a superar 10%, conforme a Conab. No entanto, outras localidades também inspiram preocupação.

Em meio a perspectiva de uma safra menor, o órgão também ajustou sua previsão para as exportações brasileiras da commodity em 2018/19. Atualmente, estima-se vendas de 71,5 milhões de toneladas, ante 75 milhões na previsão passada e um recorde de 83,6 milhões no ciclo anterior.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here