A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) afirma que a capacidade de escoamento de grãos pelos portos deve se esgotar até 2025, no Brasil.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) afirma que a capacidade de escoamento de grãos pelos portos deve se esgotar até 2025, no Brasil. Na última sexta (7), eles alertaram para a necessidade de ampliar o espaço de armazenamento de grãos e também de encontrar soluções emergenciais.

De acordo com o superintendente de armazenagem da Conab, Stelito Reis, o déficit de estocagem chega a 71% da capacidade estática no Motopiba. Ou também, cerca de 12 milhões de toneladas de grãos que ficam no aguardo de armazenamento a cada safra. No Centro-Oeste, quase não há armazéns disponíveis.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

“A questão da deficiência de espaço de armazenagem no Brasil é uma situação atual. E a solução está na construção de mais unidades de armazenagem, agilização de fluxos, utilização de estruturas temporárias, como os silos-bolsa, e planejamento logístico com informações regionalizadas”, sugeriu Reis.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Existe preocupação com as colheitas crescentes, pois a previsão é de 273 milhões de toneladas para este ano e cerca de 300 milhões nos próximos anos. O governo pretende incentivar a construção e ampliação de armazéns por meio da concessão de crédito no PCA no próximo Plano Safra. Entretanto, o prazo de 13 anos para o reembolso dificulta, já que consome muitos recursos. Existe a tentativa do Ministério da agricultura para reduzir esse prazo para 8 ou 10 anos com o objetivo de alavancar mais operações.

Com isso, de julho de 2020 até abril deste ano, já foram desembolsados R$ 1,8 bilhão, ou 63% a mais que no mesmo período da temporada anterior.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here