De acordo com levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que, em 2019, houve 7.455 casos de roubos de carga

Entidade quer revelar as preocupações do setor em relação ao tema

CNT (Confederação Nacional do Transporte) revelou que quer se reunir com o novo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para expor a situação de insegurança que ronda o setor de transportes no Brasil.

A entidade enviou um documento ao governo federal, apresentando dados da violência nos últimos anos e solicitou agendamento de audiência, para sugerir ações políticas para uma solução do problema.

O dossiê revela que o país atingiu a marca de 2.165 ônibus incendiados entre os anos de 2004 e 2018, de acordo com a NTU (Associação Nacional das Empresas dos Transportes Urbanos). Além disso, foram registrados 24.563 roubos de cargas em 2016, segundo a NTC&Logística, representando prejuízos estimados em R$ 1,3 bilhão. O número de ocorrências mostrou uma evolução de 27,5% em relação a 2015.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here