A Confederação Nacional do Transporte (CNT) alerta o Governo Federal sobre problemas no transporte internacional de cargas.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) alerta o Governo Federal sobre problemas no transporte internacional de cargas. Alguns países adotaram medidas sanitárias e exigem aos motoristas estrangeiros que apresentem testes negativos RT-PCR (que detecta Covid-19). Os testes devem ser feitos com 72 horas de antecedência à apresentação na fronteira. A medida entrou em vigência nas últimas duas semanas na Argentina, Chile e Peru.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

A CNT afirma em ofício enviado ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que as novas regras trazem problemas operacionais e de fluxo. Alguns desses problemas são: represamento de carga de importação e exportações; aumento de custos logísticos relacionados aos teste e ao tempo ocioso em fronteira aguardando resultado. Além disso, também há elevação da inconformidade dos motoristas que terão mais um desafio e restrição para enfrentar.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Então, entre as sugestões apontadas pelo órgão estão a reciprocidade de tratamento e negociações multilaterais para suspensão ou adiamento das medidas. Pelo menos até que a instalação de infraestrutura para atender a essas exigências sejam realizadas nas fronteiras brasileiras.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here