O Grupo CCR assinou na sexta-feira (11) o contrato de concessão da RIS (Rodovia de Integração do Sul), arrematado no leilão promovido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em novembro. O trecho, que faz parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) compreende a BR-101/290/386/448 no Rio Grande do Sul.

Segundo a Agência CNT de Notícias a CCR programa R$ 7,8 bilhões em investimentos nos próximos 30 anos, além dos custos de conservação, operação e monitoramento, que chegarão a R$ 5,6 bilhões. A estimativa é gerar 2 mil empregos diretos nos primeiros dois anos da concessão.

Serão sete praças de pedágio, cuja tarifa será de R$ 4,30. A concessionária será responsável pelos seguintes trechos: BR-101/RS, entre a divisa SC/RS até o entroncamento com a BR-290 (Osório); BR-290/RS, no entroncamento com a BR-101 (Osório) até o km 98,1; BR-386, no entroncamento com a BR-285/377 (Passo Fundo) até o entroncamento com a BR-470/116 (Canoas); e BR-448, no entroncamento com a BR-116/RS-118 até o entroncamento com a BR-290/116 (Porto Alegre).

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here