Um veículo de carga demora, em média, 3h22 para fazer a entrega na Grande São Paulo, de acordo com dados do Setcesp divulgados para a Folha de São Paulo. Desde o último estudo, feito no ano passado, o tempo aumentou meia hora.

Segundo o sindicato, o ideal seria gastar 30 minutos para entregas agendadas e até uma hora para as demais. Esta demora encarece em R$ 312 a operação de uma carreta de 27 toneladas.

“Essa despesa entra na precificação do frete e é repassada ao consumidor. Uma maior eficiência na logística beneficiaria todos”, disse à Folha o presidente do Setcesp, Tayguara Helou, acrescentando que afeta, também, a mobilidade. “Todo estabelecimento deve, por lei, dimensionar um espaço interno para receber carga, mas isso muitas vezes não é cumprido. Tem caminhão que fica em fila na rua”.

Um centro de distribuição da região metropolitana do estado recebe até 300 veículos por dia.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here