A Bridgestone, está colaborando com a Microsoft no desenvolvimento de um sistema de monitoramento pioneiro para detectar problemas

A Bridgestone, está colaborando com a Microsoft no desenvolvimento de um sistema de monitoramento pioneiro para detectar problemas de danos nos pneus em tempo real. Dessa forma, buscando uma solução inovadora para o gerenciamento dos pneus.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Problemas relacionados aos pneus assumem quatro formas principais: pressão inadequada, fadiga, desgaste irregular e, por último, danos causados ​​por meio-fio, buracos ou itens na estrada. Na maioria desses problemas já pode ser mitigada com segurança.

O TPMS (Sistema de Monitoramento de Pressão dos Pneus) ajuda os motoristas a evitar problemas de baixa pressão. Assim, o serviço regular e a substituição dos pneus no tempo adequado protegem contra desgaste e fadiga.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

A exceção, e a última lacuna de segurança, são os danos nos pneus – que podem ocorrer a qualquer momento e geralmente só podem ser detectados em uma inspeção manual cuidadosa. Dessa forma, pneus danificados podem gerar acidentes. Além disso, podem afetar negativamente outros componentes do veículo, como, por exemplo, causar danos às rodas e, assim, criar uma fonte adicional de perigo potencial para os motoristas.

O Sistema de Monitoramento de Danos aos Pneus (TDMS) da Bridgestone oferece informação de danos em tempo real. Por meio da estrutura de nuvem da MCVP e junto com os dados existentes do sensor do hardware já instalado, ele usa algoritmos para detectar eventos que afetam a superfície e a carcaça do pneu. O motorista pode ser imediatamente notificado do perigo e agir para remediar a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here