Desde o dia 3 de agosto, existem restrições de veículos pesados no trecho sobre o Arroio Bossoroca, na BR-290, que vão durar 20 dias.

Desde o dia 3 de agosto, existem restrições de veículos pesados no trecho sobre o Arroio Bossoroca, na BR-290, que vão durar 20 dias. A informação veio da Alfândega da Receita Federal do Brasil (RFB) na cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

O bloqueio no tráfego de veículos pesados se deu a fim de executar serviços de manutenção para manter a segurança dos usuários da rodovia e colaboradores.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Os trânsitos aduaneiros com origem em Uruguaiana com rota pela BR-290, devem observar as rotas já cadastradas no sistema Siscomex Trânsito. Os transportadores estão autorizados a utilizar os desvios propostos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). São eles: BR-392 e a BR-158, passando por Santa Maria; BR-153, BR-293 e BR-158, via municípios de Caçapava do Sul, Bagé e Dom Pedrito, até o retorno à BR-290; BR-158, BR-293 e BR-392, para os veículos em direção ao Porto de Rio Grande.

As proposições de novas rotas e prazos no sistema Siscomex Trânsito serão analisadas em casos excepcionais, ou seja, quando nenhum dos desvios previamente autorizados atenderem ao transportador.

Caso haja atraso no cumprimento do prazo regulamentar do trânsito até o destino, o transportador poderá solicitar à unidade da RFB a exclusão da ocorrência no sistema. Assim, justificará com o bloqueio na BR-290 e necessidade de desvio, que não acarretará em penalidade.

Fonte: NTC&Logística com informações do Jornal da Cidade

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here