As áreas para granel líquido no Porto de Santos serão concedidas à iniciativa privada após aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU).

As áreas para granel líquido no Porto de Santos serão concedidas à iniciativa privada após aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU). As áreas em questão são STS 08 e STS 08A, destinadas à carga líquida, principalmente combustíveis.

O leilão está previsto para acontecer ainda este ano e o edital será publicado em breve pela Agência Nacional de Transportes Aquáticos (Antaq). A duração dos arrendamentos é de 25 anos.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Os projetos, juntos, demandarão investimentos de cerca de R$ 193 milhões para modernização, aumento de capacidade e construção de um novo píer com dois berços. Isso tudo representará um aumento de 50% na oferta de locações na área.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Para o terminal STS 08, a previsão é que o investimento seja de US$ 51 milhões. Já o terminal STS 08A, tem uma projeção de US$ 130 milhões. As duas áreas totalizam aproximadamente 450 mil m², mas serão licitadas separadamente. Desse modo, 152,3 mil m² da primeira e 297,3 mil m² da segunda.

Porém, parte da área está em situação contratual precária, devido término do contrato anterior.

Com os dois arrendamentos, em quatro anos (2019 – 2022), serão licitados nove novos terminais para todos os tipos de cargas. Quatro leilões já ocorreram: STS 13A (granéis líquidos), STS 20 (granéis sólidos minerais), STS 14 e STS 14A (celulose). A previsão é de mais cinco até 2022, que são: STS 08, STS 08A (granéis líquidos), STS 11 (granéis sólidos vegetais), STS 10 (contêineres) e STS 53 (granéis sólidos minerais).

Fonte: Portos e Navios

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here