O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão vinculado à Secretaria de Logística e Transportes, decidiu suspender as restrições para circulação

A tabela de preços mínimos para os fretes rodoviários, publicada na semana passada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vai ser revista pelo governo, após pressão de produtores rurais e diversos setores da indústria. Segundo os ruralistas a tabela, uma das promessas do governo para acabar com a greve dos caminhoneiros, eleva os custos do frete em até 150%.

O ministro Blairo Maggi afirmou à Agência Estado que a tabela ficou “extremamente elevada e praticamente inviabiliza o setor produtivo”. Os cálculos da ANTT, segundo ele, foram feitos de forma apressada para atender à demanda dos caminhoneiros e acabaram ficando imprecisos.

A ANTT confirmou que revisará a tabela e publicará em breve um novo documento, com cálculos mais detalhados. A agência informou ainda que será aberta uma consulta pública para discutir o tema com a sociedade. “Informamos que este assunto vem sendo discutido com prioridade na ANTT desde a semana passada”, disse a agência.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here