A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) hoje uma atualização nos preços mínimos de frete rodoviário.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) hoje uma atualização nos preços mínimos de frete rodoviário. De acordo com a agência reguladora, as alterações vão resultar em um aumento médio que varia de 2,34% a 2,51%, conforme o tipo de carga e operação.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Dessa forma, o reajuste considera o IPCA, inflação oficial do país, e a atualização do preço do diesel. Os novos valores foram aprovados pela diretoria da agência reguladora ontem. Os impactos médios oscilam de aumentos de 2,34%, para operações de alto desempenho com contratação somente de veículos automotores de cargas, a 2,51% para operações de carga lotação.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Pela legislação, o órgão precisa atualizar os preços a cada seis meses, em janeiro e julho de cada ano. A tabela do frete foi criada pelo ex-presidente Michel Temer durante a greve dos caminhoneiros em 2018. Assim, atendendo uma das reivindicações da categoria para pôr fim à paralisação.

O aumento se dá em meio a uma movimentação de um grupo de caminhoneiros por uma nova greve em fevereiro. Na tentativa de agradar a categoria e evitar uma nova paralisação, o presidente Jair Bolsonaro atendeu a um dos pleitos e anunciou que vai zerar a tarifa de importação de pneus. Portanto, o imposto de importação do produto vai cair de 16% para zero. Vale ressaltar que o pneu é o segundo item mais caro no custo de manutenção do caminhão.

Fonte: UOL

 

Compartilhe nas redes sociais

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here