Abiquim aponta crescimento na produção, demanda e volume de vendas de produtos químicos no primeiro bimestre de 2021, no Brasil.

Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química) aponta crescimento na produção, demanda e volume de vendas de produtos químicos no primeiro bimestre de 2021. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, a produção teve alta acumulada de 3,96%. Além disso, a demanda cresceu 11% e as vendas internas elevaram 7,36%. Os dados são parte do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC) da Abiquim.

Segundo a associação, houve uma queda de 7,1% na exportação de produtos químicos. Entretanto, o número de importações subiu 22,7%. Nos últimos 12 meses, março de 2020 a fevereiro de 2021, as importações cresceram 22,2% e as exportações caíram 14,8%.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

“A queda nas exportações mostra a priorização dada ao mercado local. E a manutenção do ritmo positivo depende do desempenho econômico, da melhora da competitividade do setor frente aos competidores internacionais e de como a pandemia de Covid-19 impactará os setores clientes da química”, explica a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello Ferreira.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here