A Moove, especialista no transporte de encomendas urgentes, investirá no na entrega de produtos certificados pela Anvisa. De acordo com a empresa,

A Moove, especialista no transporte de encomendas urgentes, investirá no na entrega de produtos certificados pela Anvisa. De acordo com a empresa, já existe uma infraestrutura e licença para iniciar operações no Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte. Segundo o CEO, Guilherme Juliani, a expectativa é que o segmento represente 10% do faturamento total da empresa até o fim do ano.

De acordo com Juliani, esse mercado possui grande potencial em razão da obtenção da autorização junto à Anvisa. Assim, a Moove espera que o volume de entrega desses produtos salte de 4 mil para 50 mil entregas/mês. “De fato, é trabalhoso e custoso se adequar às exigências da Anvisa. Portanto, é preciso investir em tecnologia e há muita burocracia no processo de obtenção de autorização. Na Moove já temos um sistema de logística bastante eficiente, o que nos ajudou a cortar caminhos nessa corrida pela adequação”.

Para realizar as entregas, a Moove aposta no Sistema de Gerenciamento de Armazém, que permite controlar a movimentação dos produtos. Dessa forma, a empresa aumenta a eficiência e diminui a taxa de erros.

Atualmente, a empresa já tem licença para operar nas capitais citadas, e deve investir nisso. Entretanto, a ideia é aumentar a demanda expandindo para outras cidades. A principio, serão focados os produtos como suprimentos alimentares, dermo-cosméticos e amostras grátis de medicamentos.

“É claro que, nesse primeiro momento vamos nos concentrar em crescer nas cidades onde já temos a licença. Entretanto, nosso objetivo é ir além delas. O mercado de medicamentos no Brasil tem uma característica que é ser muito fracionado. Porém. a Moove quer entrar nele e operar nacionalmente”, frisa Julliani.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here