A Retrak Empilhadeiras têm investido em tecnologia e conectividade para criação de melhorias no seu sistema de pós-venda.
Frota para o atendimento do pós-venda. Foto: Divulgação

A Retrak Empilhadeiras têm investido em tecnologia e conectividade para criação de melhorias no seu sistema de pós-venda. A companhia, com 26 anos de atuação no mercado, utiliza-se de softwares e soluções integradas para melhorar o atendimento e a prestação de serviço dos seus clientes.

Dessa forma, a Retrak utiliza-se de ferramentas de monitoramento para antecipar possíveis manutenções e otimizar o rendimento dos seus produtos. O investimento é a fim de que a experiência do cliente seja a mais positiva possível. Além de diminuir custos e prazos operacionais do departamento de serviço.

Leia também: Clark Empilhadeiras traz para o Brasil a nova linha S-Series

De acordo com  Fábio Pedrão, diretor executivo da Retrak, o pós-venda é essencial. “Para nós, o pós-vendas é visto como um diferencial competitivo. Portanto, uma ferramenta facilitadora da operação e da gestão dos nossos equipamentos em campo. Além de ser uma área que nos permite propor ideias ao mercado com vistas à sua melhoria como um todo”. 

Confira esta e todas as novidades acompanhando nossa página sobre o mercado

De antemão, sem sombra de dúvidas, o recurso mais utilizado é a telemetria. O recurso consiste em um monitoramento em tempo real dos itens que compõem a máquina. Assim, é possível obter informações como a localização da máquina, nível de utilização e ociosidade, personalizar o acesso ou fazer bloqueios remotos dos operadores, observar impactos na máquina nos três eixos (X, Y e Z) devido irregularidades na operação. Além de proporcionar relatórios e outras informações estratégicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here