O índice de produção da indústria chegou a 53 pontos em julho. Dessa forma, registrando alta de 9,6 pontos na comparação com junho.

O índice de produção industrial chegou a 53 pontos em julho. Dessa forma, registrando alta de 9,6 pontos na comparação com junho. Os dados são de acordo com divulgado nesta nesta quinta-feira (22) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Com isso, o indicador está 5 pontos acima da média histórica, e é o maior desde outubro do ano passado.

Por outro lado, o índice de estoques efetivos em relação ao planejado atingiu 52,8 pontos. É o maior nível desde maio de 2018, quando houve a greve dos caminhoneiros. Portanto, em razão da paralisação, diversos produtos ficaram parados.

Relembre: Produção industrial fecha negativa pelo segundo mês seguido

Um dos fatores que podem explicar o salto na produção, é o aumento da utilização da capacidade instalada. Em relação ao mês de junho, a capacidade subiu 2%, fechando assim, em 68%. As grandes empresas são as que melhor estão aproveitando a estrutura que já têm, com 72% de uso da capacidade. Nas médias, a fatia ficou em 67% e nas pequenas, em 61%.

De acordo com o economista da CNI, em nota,  Marcelo Azevedo, o cenário atual dificulta uma recuperação mais rápida. “A ociosidade e os estoques seguem elevados. Isso dificulta uma recuperação mais rápida [do setor]”.

O índice de emprego também continua em queda no setor e ficou em 48,4 pontos em julho, abaixo da linha divisória de 50 pontos – indicadores da Sondagem Industrial variam de 0 a 100 pontos e apontam crescimento sobre o mês anterior quando ultrapassam os 50.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here