A Pirelli anunciou ontem, 13, que vai fechar a fábrica de Gravataí (RS). Desde 1976, são produzidos pneus para motocicletas na fábrica da empresa italiana.

A Pirelli anunciou ontem, 13, que vai fechar a fábrica de Gravataí (RS). Desde 1976, são produzidos pneus para motocicletas na fábrica da empresa italiana. De acordo com pronunciamento, realizado na sede global em Milão, a empresa afirmou que a mudança faz parte de uma reorganização das unidades brasileiras, em virtude da “situação difícil do mercado”. A produção de pneus de motocicletas deve ser transferida para a fábrica de Campinas (SP).

A transferência da produção está prevista para ocorrer totalmente até meados de 2021. Com isso, a fábrica paulista ficará com o investimento programado para o triênio 2019-2021. Simultaneamente, a Pirelli anunciou que o investimento para o período será de aproximadamente R$ 530 milhões.

Fábrica de pneus para caminhões será mantida

A unidade gaúcha emprega 900 funcionários. Segundo a empresa, as demissões serão negociadas com o sindicato, informado do fechamento ontem. Por outro lado, a fábrica de pneus para caminhões que opera nas mesmas instalações será mantida.

Relembre: ANIP registra queda de 6,1% nas vendas em Janeiro de 2019

De acordo com o pronunciamento da fabricante de pneus, com as mudanças a unidade de Campinas, que já emprega 2 mil pessoas, gerará 300 novas vagas de emprego. Vale lembrar, que o grupo ainda tem uma terceira fábrica em Feira de Santana (BA).

“A reorganização permitirá a criação (em Campinas), de um polo industrial a serviço dos mercados latino-americanos, que se dedicará a produção de pneus de carro e motos”, disse a empresa.

Nos três primeiros meses, o mercado total de venda de pneus registrou queda de 2% em relação a 2018. Com isso, registrando a venda de 14,3 milhões de unidades. Já a venda de pneus para motos cresceu 6% de acordo com o levantamento da Anip.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here