De acordo com o edital do lote Piracicaba-Panorama publicado hoje, pelo Governo de São Paulo, os usuários terão descontos progressivos.

De acordo com o edital do lote Piracicaba-Panorama publicado hoje, pelo Governo de São Paulo, os usuários terão descontos progressivos. Essa será a maior concessão do país, com 1.273 quilômetros e R$ 14 bilhões de investimentos previstos.

Segundo a publicação, a futura concessionária deve iniciar as operações em março de 2020. Dessa forma, a vencedora do leilão explorará o corredor rodoviário que cruza 62 municípios por 30 anos. Além disso, o complexo contempla ainda 12 estradas de  acesso ao tronco principal.

Confira todas as notícias sobre pedágio na nossa página especial

O vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM), foi quem antecipou algumas mudanças da nova concessão, incluindo os descontos progressivos. Segundo Garcia, o mecanismo pode reduzir o valor da tarifa em até 92% de acordo com a utilização do usuário.

A tarifa será de R$ 14,91 por cada cem quilômetros nos trechos de pista dupla e de R$ 10,65 nos trechos de pista simples. Entretanto, com o desconto gradual para motoristas que aceitarem o pagamento com dispositivos eletrônicos, conhecidos como tags. Assim, por exemplo, a partir da 11ª viagem em pista simples o usuário pagará menos de R$ 4. A partir da 27ª viagem, o valor da tarifa fica abaixo de 1 real.

Além dos descontos progressivos, o usuário que aderir ao pagamento eletrônico terá desconto imediato de 5% sobre a tarifa. O vice-governador exemplifica: um usuário que faz 30 viagens pelo trecho Jaú-Pederneiras e opta pelo pagamento manual terá gasto mensal de R$ 289,29 por sentido. Se usar o sistema eletrônico, além do desconto de 5%, terá direito à tabela progressiva e desembolsará R$ 102,72 – uma economia de 65% no mês.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here