O Governo e a Petrobras vai realizar três licitações de áreas de exploração de petróleo em menos de um mês. Ao todo, os leilões devem gerar R$ 237 bilhões

O Governo e a Petrobras vai realizar três licitações de áreas de exploração de petróleo em menos de um mês. Ao todo, os leilões devem gerar R$ 237 bilhões aos cofres de acordo com a soma de valores previstos nos editais e estimativas das petroleiras.

Segundo IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biodiesel), cerca de R$ 120 bilhões serão pagos à Petrobras por áreas de exploração. Enquanto isso, R$ 117 bilhões devem ser arrecadados através do bônus de assinatura fixado em edital.

Além disso, outros R$ 300 bilhões devem ser injetados nos caixas do governo federal, estadual e municipal. Isso acontece em função de compensações financeiras pela exploração de recursos naturais, como royaltes e impostos. No entanto, esse valor só deve ganhar relevância a partir de 2030, quando a produção começar a ser expressiva.

Amanhã ocorrerá o primeiro leilão dos blocos do pós-sal. Já as licitações do pré-sal estão agendadas para 6 e 7 de novembro. De acordo com Antônio Guimarães, secretário executivo do IBP, a regularidade nos leilões é importante para investimentos.

“O Brasil está cada vez mais o destino dos investimentos, porque tem demostrado que possui regras estáveis. Além disso, voltou a ter regularidade nos leilões e isso ajuda a criar um ambiente de negócios.”

Fonte: Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here