A Ford anunciou nesta terça-feira (19), que irá encerrar a produção de caminhões na fábrica de São Bernardo do Campos (SP), depois de 61 anos de atuação no país. A decisão faz parte de uma ampla restruturação de seu negócio global, explicou a empresa em nota distribuída à Imprensa.

A verdade, contudo, é que a divisão de caminhões vinha sofrendo enormes prejuízos nos últimos anos. Primeiro pelo declínio das vendas no mercado interno, em consequência da recessão econômica. E depois, pela incapacidade da marca de renovar o seu portfólio de produtos, fato que vinha acarretando uma perda crescente de participação de mercado, de 18% para 12% em apenas três anos. Nem mesmo o crescimento de 52% nas vendas de caminhões, registrado no ano passado, contribuíram para mudar a situação da empresa. Os licenciamentos da marca somaram 9.306 unidades no período, apenas 20% a mais que os 7.804 veículos emplacados no ano anterior.

A montadora reconheceu na nota que buscou inúmeras alternativas para manter o negócio, incluindo a possibilidade de parcerias e venda da operação, mas não obteve sucesso. O motivo alegado foi a exigência de pesados investimentos para a manutenção do projeto. Aliado ao aumento dos custos com itens regulatórios, sem precisar detalhes, que impediram de alcançar um caminho viável para um negócio lucrativo e sustentável.

“Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo do Campo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul. O presidente aproveitou ainda para garantir o suporte aos consumidores.”Atuando em conjunto com concessionários e fornecedores, a Ford manterá o apoio integral aos consumidores no que se refere a garantias, peças e assistência técnica”, garantiu.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here