As expectativas para produção de soja para a temporada 2018/19 mantêm a tendência de crescimento da área plantada. De acordo com o segundo relatório da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento) o avanço será de 1,9% em relação a safra passada.

A soja é um produto com forte liquidez, que tem proporcionado um quadro de suporte dos preços no âmbito interno, reforçando a aposta anual dos produtores no incremento de área para esse produto. O produtor tem incrementado o uso de tecnologia a fim de aumentar a produtividade e, dessa forma, melhorar sua rentabilidade. Assim, a produtividade da soja saltou de 2.823 kg/ha na safra 2006/07, para 3.193 kg/ ha na safra 2018/19, um salto de 13,1%.

Para a safra atual, a estimativa é de redução na produtividade, devido as adversidades climáticas severas em estados produtores, como Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Paraná, quando comparada à excelente produtividade da safra passada. Ainda assim, as lavouras com espécies de ciclo médio e tardio foram menos impactadas por essas intempéries climáticas e, isso suavizou a previsão de diminuição do rendimento médio.

Neste levantamento, a estimativa é que a produção seja de 114,3 milhões de toneladas. Quando comparada à safra passada, que foi recorde, é inferior em 4,2%, ainda sendo a segunda maior safra de soja da série histórica da Conab.

Fonte: ClimaTempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here