A CNI (Confederação Nacional da Indústria) propôs a criação de uma espécie de Uber para caminhoneiros. A ideia faz parte de uma série de alternativas

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) propôs a criação de uma espécie de Uber para caminhoneiros. A ideia faz parte de uma série de alternativas que a entidade tem estudado, com objetivo de diminuir a dependência da categoria.

O conceito básico é criar uma faixa exclusiva de CNPJ para os motoristas. Com isso, seriam incentivados o cooperativismo e a realização de feirões para promover a contratação direta. Assim, ao se tornarem microempreendedores, os caminhoneiros poderão se associar a empresas gerenciadoras do transporte. Ou seja, uma espécie de “Uber” do transporte de carga.

Leia também: Setor industrial propõe que tabela do frete seja referencial

Dessa forma, os caminhoneiros poderiam negociar diretamente com contratantes, sem a necessidade de um intermediário. Apresentada aos caminhoneiros em reuniões do setor, a CNI acredita que a proposta foi bem vista, e pode evoluir. Logo, modificando o mercado e tornando irrelevante o uso da Tabela do frete, que a entidade já se posicionou contra.

Fonte: Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here