Durante evento ontem, 03, no Palácio dos Bandeirantes, onde foi anunciada a compra da Fábrica da Ford pela Caoa, também foi possível apurar

Durante evento ontem, 03, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, SP, onde foi anunciada a compra da Fábrica da Ford pela Caoa, também foi possível apurar que a planta será utilizada para produção dos veículos da chinesa Changan. Com isso, a notícia marca a volta da marca chinesa ao Brasil. Anteriormente, a Changan produziu modelos entre 2006 e 2016.

Estiveram presentes na coletiva de imprensa sobre o acordo Ford/Caoa dois executivos chineses. Segundo um deles, que preferiu não se identificar, estão acertando os detalhes da parceria para o retorno. De acordo com Carlos Alberto de Oliveira Andrade, presidente da Caoa, o Grupo pretende usar a fábrica para fazer carros “de uma marca chinesa”, sem citar nomes.

A Changan está entre as cinco maiores montadoras chinesas. Além disso, teve seu melhor resultado no ano de 2017, com mais de 2,8 milhões de unidades vendidas. Segundo fontes do setor, a produção dos chineses no Brasil terá o foco em SUVs (utilitário esportivo). Entretanto, os veículos da Changan devem ser mais baratos que os produzidos pela Caoa Chery.

No primeiro momento, a previsão é que toda a produção seja importada. No entanto, a Caoa ainda não confirma a parceria. Procurada pelo Estadão, a montadora afirmou que ainda não há nenhum acordo fechado. “Caso isso ocorra, o grupo fará um anúncio público e convocará a imprensa”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here